Autor

30 de setembro de 2013

Por Cristelo: O "chumbo" nas entrevistas da Contratação de Escola

Trata-se de um horário de 13 horas do grupo 520 em que até à tranche da candidata a seleccionar chumbaram todos os candidatos apresentados a entrevista com Reduzido

Só na tranche da candidata seleccionada é que houve classificações de entrevista positivas. 

Seria para iludir? 
Certamente que não, até porque a candidata seleccionada foi docente do Agrupamento, com renovações sucessivas, desde 2009, tendo já antes trabalhado no Agrupamento. 

Como é que se tira Reduzido numa entrevista? 
Certamente que não foi por estar bem colocado demais.

É para isto que serve a Contratação de Escola?

http://agrupamentoverticalcristelo.edu.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=254&Itemid=298






19 de setembro de 2013

Conselho de ministros aprova realização da prova de avaliação de conhecimentos e capacidades para a docência nos estabelecimentos públicos

COMUNICADO DO CONSELHO DE MINISTROS 19 DE SETEMBRO DE 2013

1. O Conselho de Ministros aprovou uma alteração do Estatuto da Carreira dos Educadores de Infância e dos Professores dos Ensinos Básico e Secundário, visando regulamentar em termos concretos a realização da prova de avaliação de conhecimentos e capacidades para a docência nos estabelecimentos públicos, já prevista naquele Estatuto.
A realização de uma prova visa assegurar mecanismos de regulação da qualidade do exercício de funções docentes, garantindo a comprovação dos necessários conhecimentos e capacidades transversais à lecionação de qualquer disciplina, área disciplinar ou nível de ensino, bem como o domínio dos conhecimentos e capacidades específicos essenciais para a docência em cada grupo de recrutamento e nível de ensino.  
No mesmo sentido, foi também aprovada uma alteração ao decreto regulamentar que estabelece o regime da prova de avaliação de conhecimentos e capacidades prevista no Estatuto da Carreira dos Educadores de Infância e dos Professores dos Ensinos Básico e Secundário.

Correspondência entre horas lectivas e tempos de 45 minutos

Já em tempos abordei aqui e aqui este assunto, mas como tenho reparado que este ano os erros de conversão dos tempos de 45 minutos em horas lectivas levadas a concurso são em maior número aqui fica novamente a tabela.
Tomemos como exemplo um horário de 16 tempos (16x45=720 minutos). Esse horário deverá ir a concurso com 15 horas lectivas (15x50=750 minutos) e terá 30 minutos de tempo restante (750-720=30 minutos). Se for a concurso com 14 horas lectivas (14x50=700 minutos), como já vi, o docente ofertará à escola 20 minutos por semana (700-720= -20 minutos)! 
Não esquecer o eventual prejuízo no tempo de serviço! 


17 de setembro de 2013

Contratação de escola - Vamos lá explicar mais uma "manha".

O que se passa quando chega um e-mail para "dar seguimento ao disposto no Decreto-Lei n.º 132/2012, de 27 de junho no Art.º 39, ponto 9" e passado minutos aparece o candidato seleccionado?

"Exmo.(a) Sr.(a),
......., com o número de utilizador ......., cumpre o presente e-mail dar seguimento ao disposto no Decreto-Lei n.º 132/2012, de 27 de junho no Art.º 39, ponto 9, pelo(a) XXXXXX - Agrupamento de Escolas de ........., ......., na oferta n.º XX.
Para dar seguimento ao processo de seleção deve entrar em contacto com a escola."

Resposta: A escola/agrupamento, com ou sem informação adicional na aplicação de candidatura da DGAE, coloca (e bem) um edital na página da escola mas no qual é referido (e mal) que é necessário responder aos subcritérios antes do fim da candidatura e que quem não o fizer é excluído. Ver ponto 8:

Artigo 39º do Decreto-Lei n.º 132/2012 de 27 de junho


Explicado com vídeo:

Ilegalidades nas contratações de escola na mira do ministério

 "Sobre outra questão que está a ser falada nas redes sociais – mas que o PÚBLICO não conseguiu confirmar – o MEC respondeu que, “caso haja denúncias de situações de professores dos quadros a concorrer em oferta de escola, essas serão averiguadas”."

Comentário: A questão em causa é a que aqui coloquei ontem e da qual o Arlindo Ferreira, o Paulo Guinote e o Ricardo Montes fizeram o favor de fazer eco nos seus blogues. Esta:

Como é que um professor alegadamente do quadro concorre e é seleccionado em Contratação de Escola?


Hoje, pela manhã, contactei a DGAE, que confirmou a situação na plataforma. Depois de consultada a hierarquia interna foi-me dito que iriam consultar a escola e por termo à alegada ilegalidade. Entretanto, pelo que é possível verificar na plataforma, a situação ainda não foi resolvida.

Circular da DGAE sobre a seleção no concurso da contratação de escola





14 de setembro de 2013

"Blog DeAR Lindo" produz lista para acompanhar colocações - 3 Ciclo

Mais um tempo e também admite que lê blogues...

DN, 14 de Setembro de 2013

"Blog DeAR Lindo" produz lista para acompanhar colocações - 2º Ciclo

Nuno Crato: “Não posso fazer exames a professores do quadro.”


"Numa entrevista a Clara de Sousa, na SIC, Nuno Crato falou de algumas das suas medidas mais polémicas, como a prova de avaliação que será imposta aos professores contratados, e respondeu às críticas que múltiplos sectores têm feito ao arranque deste ano lectivo.
Recusou a ideia de que os docentes contratados estejam a ser tratados como “professores de segunda”, ao serem obrigados a fazer uma prova para dar aulas — “Não posso fazer exames a professores do quadro.” 

11 de setembro de 2013

O que foram lá fazer? Jogar às cartas?

"FENPROF reúne no MEC para discutir concursos e colocações
Na sequência do pedido de realização, com caráter de urgência, de reunião para discussão sobre diversos aspetos relacionados com os concursos e as colocações professores, foi marcada para 11 de setembro, pelas 17 horas, reunião em que estará presente o Diretor-Geral da DGAE. A reunião terá lugar nas instalações da Direção Geral de Administração Escolar, na Avenida 24 de Julho, em Lisboa.
O Secretariado Nacional da FENPROF

10/09/2013"

Alunos sem escola


Pais dizem que há crianças sem escola

O “corte cego” do número de turmas deixou filhos sem escola, acusa Federação Regional de Lisboa das Associações de Pais.

Listas dia 12?


"O Departamento de Comunicação e Informação do SPZN, relembra a obrigatoriedade de todos os docentes dos quadros colocados através da 1ª Reserva de recrutamento terem apenas 48 horas para se apresentarem ao serviço, pelo que acreditamos que a publicação das listas deverá acontecer ao longo do dia 12 de setembro 2013.
 
Acompanhe em www.spzn.pt toda a informação.

DCI-SPZN
Porto, 11 setembro 2013"

10 de setembro de 2013

Que se lixe a vergonha!

Amanhã:

Passos e Crato inauguram escolas já inauguradas

À espera que o MEC limpe a secretária.

Perante a quase impossível colocação de docentes da carreira, de alguns grupos de recrutamento, anda o MEC a limpar a secretária de processos pendentes de mobilidade estatutária.


Assim a DGAE anda a publicar às pinguinhas as listas de mobilidade estatutária: duas dia quatro com despachos de 22, 28 e 29 de Agosto; outra ontem com despacho de 3 de Setembro; outra hoje com despacho de 23 de Agosto.

10 Setembro2013Art 68º al a) do ECD - Escola Portuguesa de Moçambique.pdf
09 Setembro2013Artigo 68 º al a) ECD - Projetos DSR Norte.pdf
04 Setembro2013Artigos 67º e 68º - Várias entidades.pdf
Artigo 68º al a) - Ruy Cinatti.pdf

Como o MEC não sabe o que fazer aos 2185 horários zero, anda fora de horas a colocar professores na mobilidade estatutária, não se importando de pagar aos contratados, a colocar, retroactivos de vencimento desde o dia 1 de Setembro, para além do prejuízo que a falta destes docentes fazem na preparação do ano lectivo, assim como a falta que estes dias que antecedem o ano lectivo fazem na integração dos docentes.

Se as listas de colocação não saírem hoje o início do ano lectivo será "atípico"


Despacho n.º 8248/2013


Segundo o Despacho n.º 8248/2013 o ano lectivo inicia entre 12 e 16 de Setembro, ora como os professores contratados colocados têm até dois dias úteis para se apresentarem nas escolas e se as listas de colocação não saírem hoje, então o início do ano lectivo ocorrerá em algumas escolas sem os professores contratados.

Esta situação faz lembrar a colocação para o ano lectivo de 2004/05, fazendo crer que este atraso na colocação de professores contratados é a imagem de marca dos governos do PSD/CDS...

8 de setembro de 2013

Saiba como vai funcionar o financiamento ao ensino


"Alterações que entram em Setembro de 2014 introduzem mais liberdade de escolha.
O diploma, aprovado esta semana em Conselho de Ministros, prevê cinco tipos de contrato para financiar o ensino privado.

1. O que é o contrato simples de apoio à família? 
Trata-se de um apoio directo às famílias que optem por colocar os seus filhos num colégio privado. É uma alteração aos contratos simples, que existiam desde os anos 80, e que permite que seja a família a receber o apoio e não o colégio, como definido até aqui. Este apoio directo às famílias vem permitir uma maior liberdade de escolha das famílias entre as escolas públicas e as do sistema de ensino privado.

2. Como vai receber a família o apoio? 
O apoio vai ser transferido pelo Estado directamente para os colégios onde o aluno está inscrito. Desta forma, fica assegurado que o apoio é aplicado para financiar os estudos dos jovens. Caso o apoio não cubra a totalidade da propina do colégio, cabe à família pagar a verba remanescente.

3. Quando é que o novo regime entra em vigor? 
Este apoio vai entrar em vigor a partir de Setembro de 2014. Durante este ano, o Governo vai regulamentar e definir as regras para o apoio.

4. o que acontece se o aluno sair do colégio? 
Caso a família decida retirar o aluno da escola privada, o colégio deixa de receber o apoio correspondente ao aluno."

Ler mais em Económico